Cuiabá


Also found in: Dictionary, Wikipedia.
Related to Cuiabá: Cuyaba

Cuiabá

(ko͞oyəbä`), city (1996 pop. 443,101), capital of Mato Grosso state, SW Brazil, at the head of navigation on the Cuiabá River. Founded in the gold rush of the early 18th cent., it has been the state capital since 1818. The city is a trading center for an extensive cattle-raising and agricultural area. Economic development has been hampered by Cuiabá's isolation and by the shortage of labor. Riverboats remain an important means of communication.

Cuiabá

 

a city in western Brazil and the administrative center of the Mato Grosso state. Population, 100,900 (1970). Cuiabá is a port on the Cuiabá River (a tributary of the Paraguay) and a highway junction; it has an airport. The city is one of the centers of an underdeveloped region, whose economy is based on gold and diamond mining, lumber industries, hunting, fishing, and subsistence agriculture. The major industries are food-processing, woodworking, and the production of building materials. Cuiabá was founded in the 18th century.

References in periodicals archive ?
Estes sistemas pertencem à bacia hidrográfica do rio Cuiabá e ocupam uma área de relevo aplainado, formando uma planície fluviolacustre em zona de média inundação (Adámoli, 1986).
O processo de inundação da planície do rio Cuiabá ocorre principalmente pela entrada da água através de canais laterais e temporários que conduzem a água no sentido do rio para a planície promovendo a conectividade entre os sistemas rio-lagoa-planície.
As lagoas Chacororé (Figura 2a), Sinhá Mariana (Figura 2b) e Poço (Figura 3) são conectadas diretamente ao rio Cuiabá independente do período do ciclo hidrológico; a lagoa Coqueiro (Figura 4a) possui conexão com o rio principal apenas no período de cheia; e as lagoas Pedras (Figura 4b), Buritizal (Figura 5a) e Recreio (Figura 5b) não fazem conexão direta com o rio Cuiabá (Pinto-Silva, 1980; Nogueira et al.
A ligação permanente com o rio também tem promovido o aporte e deposição de resíduos sólidos provenientes das áreas urbanizadas da grande Cuiabá e Barão de Melgaço, que se localizam a montante dessas lagoas.
Essa forte declividade da margem da lagoa e a conexão direta com o rio Cuiabá definem características morfométricas consideradas por Sperling (1999) como indicadoras de um intenso carreamento de material em direção ao fundo.
O estudo foi conduzido em quatro riachos da bacia do rio Manso/Cuiabá, no trecho a montante do Pantanal Matogrossense, sendo um (riacho Cancela) afluente do rio Cuiabá, outro (riacho Forquilha) do rio Manso a jusante da barragem de Manso e os demais (riachos Lajinha e São Joaquim), do reservatório de Manso (Figura 1).