2,4-DP

2,4-DP

(organic chemistry)
Mentioned in ?
References in periodicals archive ?
Dentre os fitorreguladores utilizados para promover o raleio, o Ethephon libera etileno em contato com o tecido vegetal, promovendo a abscisao, e tem sido considerado mais eficiente comparado a outros fitorreguladores, como o acido naftalenacetico (DOMINGUES et al., 2001), 3,5,6-TPA, 2,4-DP, Fenotiol e Etilclozate (SERCILOTO et al., 2003).
Tambem, na Espanha (Agusti, 1996; Guardiola & Garcia, 2000), aplicacoes de fitorreguladores como 2,4-DP (acido 2,4-diclorofenoxipropionico), aplicados apos a plena queda natural dos frutinhos, estimularam o aumento do tamanho dos frutos em tangerineiras 'Clementinas' e 'Satsumas'.
O ethephon foi utilizado sob a forma de produto comercial Ethrel (24% de ethephon), pulverizado na fase de plena queda natural de frutinhos; o acido giberelico ([AG.sub.3] a 10%), na forma de PRO-GIB[R],foi aplicado para inducao de gemas floriferas, na primeira quinzena de maio, e o 2,4-DP (95% de 2,4 diclorofenoxipropionico, DICLORPROPo) foi aplicado apos a queda natural dos frutos, no mes de novembro, para aumento de tamanho de frutos.
Os demais tratamentos: "E" (poda em plantas muito carregadas) e "G" (poda + 50 mg.[L.sup.-1] de 2,4-DP), diminuiram o numero de frutos produzidos em 2002, mas o indice de florescimento, em 2002, e a producao de frutos, em 2003, foram baixos, indicando que, para quebrar efetivamente a alternancia de producao, a poda em plantas muito carregadas deve ser complementada com raleio manual de frutos (Tabelas 1 e 2).
Os tratamentos "E" (poda em plantas muito carregadas), "F" (poda em plantas muito carregadas + raleio manual de 33% dos frutos) e "G" (poda em plantas muito carregadas + 50 mg.[L.sup.-1] de 2,4-DP) diminuiram em aproximadamente 40% a producao por planta em 2002, e o teor de substancias reservas nas raizes foi superior a testemunha "1", evidenciando que, pela diminuicao da producao, a poda diminuiu o consumo de substancias reservas nas raizes, reduzindo o esgotamento das plantas e possibilitando, assim, que elas produzissem frutos no ano subsequente (Tabelas 2 e 3).
O tratamento "G" (poda + 50 mg.[L.sup.-1] 2,4-DP) nao incrementou a massa de frutos produzidos, pois nao diferiu do tratamento "E" (poda em plantas com carga excessiva) em 2002 (Tabela 4), diferentemente das respostas encontradas por Agusti & Almela (1991), em tangerineira Clementina 'Fina'; Agusti et al.
4--A poda anual, acrescida de 50 mg.[L.sup.-1] 2,4-DP, nao incrementa o tamanho do fruto, mas intensifica a cor da casca.

Full browser ?