Erico Veríssimo

(redirected from Erico Verissimo)
Also found in: Wikipedia.

Veríssimo, Erico

 

Born Jan. 17, 1905. Brazilian writer, author of social-psychological novels such as Crossroads (1935), A Place in the Sun (1936), Saga (1940), which deals with the part played by Brazilians in the Spanish Civil War, and the two-part historical work Time and the Wind (1949-1962), about life in the southern states of Brazil. In his novels The Rest Is Silence (1943) and Night (1954), Freud’s influence can be discerned. The novels Mr. Ambassador (1965; Russian translation, 1969) and The Prisoner (1967; Russian translation, 1970), expose United States expansionist policy in Latin America and Asia. He also wrote Essay on Brazilian Literature (1945), children’s books, and travel notes.

WORKS

Ficçāo completa, vols. 1-5. Rio de Janeiro, 1966-67.
In Russian translation:
“Most.” In Brazil’skaia novella. Moscow, 1968.
Gospodin Posol. Moscow, 1969.

REFERENCE

Bruno, H. Estudios da literatura brasileira. Rio de Janeiro, 1957.

I. A. TERTERIAN

References in periodicals archive ?
Mattos comenta que, para a criacao do material melodico e harmonico do quinteto, empregou uma tecnica semelhante a que usara em sua Sonata para violao solo (2002), inspirada no conto Sonata (1932), do escritor gaucho Erico Verissimo (Mattos, 2017).
A exposicao de 2016 no centro cultural e Erico Verissimo introduz os grandes paineis que avisam "atencao: area indigena." A arte urbana torna-se mais conceptual em direcao a uma implicacao crescente.
A representation of the Brazilian author Erico Verissimo, who pervades the imaginary of the subjects/citizens of the city of Cruz Alta, located in Rio Grande do Sul State in Brazil, is present in the texts.
No final de 1940, Erico Verissimo, autor de seis romances, uma coletanea de contos e 17 livros infantis, recebeu um convite inesperado do Departamento de Estado norte-americano para uma excursao pelos Estados Unidos com todas as despesas pagas.
Tendo, inicialmente, o cuidado de apresentar as referencias teorico-conceituais que informavam, aquela altura, o debate na Europa acerca do estatuto do artista/escritor (autonomia criativa individual versus comprometimento social), Luis Crespo de Andrade aponta a precocidade da literatura social e politicamente engajada, nomeadamente em Jorge Amado, Amando Fontes, Jose Lins do Rego, Graciliano Ramos e Erico Verissimo, em relacao a literatura portuguesa de entao.
A presente dissertacao estuda a relacao entre jornalismo e literatura a partir da elaboracao de uma tipologia das personagens-jornalistas identificadas nos romances do jornalista e escritor Erico Verissimo. Entretanto, ate chegar a essa tipologia, abordou-se a relacao historica entre os dois generos, desde a invencao da imprensa, passando pela Revolucao Francesa, ate o jornalismo e a literatura presentes no Brasil e no Rio Grande do Sul a partir da decada de 1930.
Son of the famed writer Erico Verissimo, this much-admired novelist, short-story writer, and cronista takes another flight into the world of fancy, fable, and allegory.
O urso com música na barriga barriga, de Erico Verissimo
Erico Verissimo (Incidente era Antares), Ignacio de Loyola Brandao (Zero), Ivan Angelo (A festa) y Fernando Gabeira (O que e isso, companheiro?) estan entre sus autores.
No final dos anos 1990, matava aulas para se aventurar nesse espaco cultural do Centro Historico de Porto Alegre, onde ouvia musica na Discoteca Publica Natho Henn, assistia filmes cult na Cinemateca Paulo Amorin e desbravava os livros da Biblioteca Erico Verissimo (Figura 1).
Em conjunto com Helena Kanaan, realizei a curadoria da exposicao Nilza Haertel: experimentacoes graficas, que apresentou uma selecao de suas obras, especialmente litografias, no Centro Cultural CEEE Erico Verissimo (CCCEV), em Porto Alegre, de setembro a outubro de 2016.
Nos contos de Erico Verissimo (VERISSIMO, 1981), publicados originalmente em As maos de meu filho (1942) e O ataque (1959) (10), as narrativas se encontram estruturadas para a obtencao de uma unidade de efeito final que tem por objetivo instaurar uma epifania reveladora da condicao alienada do homem moderno.