References in periodicals archive ?
Fechando o volume, Edson Rosa da Silva propoe a traducao de uma carta que Jules Champfleury escreveu a Georges Sand em 1855 em defesa do pintor Gustave Courbet.
On the other side of the Channel the French art critic Jules Champfleury was enthusiastic about the new possibilities in subject matter and the range of audience that railway stations offered.
O texto que segue, e que gostaria de propor como reflexao sobre a concepcao de realismo de Courbet, assim como sobre sua importancia para a literatura e as artes, e uma carta que o critico e amigo do pintor, Jules Champfleury, escreve a Georges Sand em 1855.