lento

(redirected from Lentas)
Also found in: Dictionary, Thesaurus, Wikipedia.

lento

Music
1. to be performed slowly
2. a movement or passage performed in this way

Lento

 

(Italian, “slow”), in musical notation a direction calling for a slow tempo. Though similar to largo, lento does not imply the same majesty and solemnity.

Mentioned in ?
References in periodicals archive ?
Metodologia: O estudo foi conduzido durante 8 semanas de intervencao direta onde participaram 19 voluntarios de ambos os sexos, universitarios, que foram distribuidos em dois grupos, Grupo CONC: treinamento com contracao a concentrica rapida e a excentrica lenta (N=11, 22,76 [+ or -] 4,47 anos); Grupo EXC: treinamento com contracao concentrica lenta e a excentrica rapida (N=8, 20,23 [+ or -] 6,22 anos).
Os participantes foram distribuidos aleatoriamente em dois grupos: Grupo 1: treinamento de forca com a concentrica rapida e a excentrica lenta (CONC - N=11 idade: 22,76 [+ or -] 4,476); Grupo 2: treinamento de forca com a concentrica sendo lenta e a excentrica rapida (EXC - N=8 idade: 20,23 [+ or -] 6,221).
No nosso estudo, verificou-se que a intervencao com diferentes metodologias produz aumentos na forca muscular, independente da velocidade de contracao, pode-se verificar aumentos substanciais nos indices de RM, apesar de terem sido observados aumentos significativos apenas na contracao concentrica lenta.
Variaveis X DP [DELTA]% 1 RM Supino Pre 30,84 13,60 G1: Concentrica 1 RM Supino Pos 38,26 17,12 24,1 Rapida (CONC) n = 11 1 RM Agachamento Pre 46,19 12,32 42,0 1 RM Agachamento Pos 65,57 11,82 1 RM Supino Pre 32,03 16,56 G2: Concentrica 1 RM Supino Pos 46,89 26,04 46,4 Lenta (EXC) n = 8 1 RM Agachamento Pre 37,30 10,23 64,3 1 RM Agachamento Pos 61,31 27,70 64,3 P G1: Concentrica 0,222 Rapida (CONC) n = 11 0,126 G2: Concentrica 0,045 (*) Lenta (EXC) n = 8 0,077 Legenda: (*) p<0,05.
Com relacao a hipertrofia, a area das fibras I e IIA aumentaram com as acoes concentricas lentas, enquanto apenas a area das fibras tipo I aumentou com as acoes excentricas lentas.
No mesmo estudo, os autores citam que comparada com velocidades lentas, velocidades moderadas (1-2 segundos) e rapidas (<1 segundo) sao mais eficientes para aumentar o desempenho durante o treino e para aumentar os ganhos de forca posteriores.
Ainda segundo os autores, cadencias muito lentas (>10 segundos por repeticao) podem atenuar os resultados (Schoenfeld e colaboradores, 2015).
O que parece ser um consenso e que a adocao de velocidades exageradamente lentas nesta fase nao parece ser a melhor estrategia.
Crencas como "peitoral e dorsal sendo antagonistas", "realizacao da fase excentrica lenta", "altas cargas para hipertrofiar e altas repeticoes para definir", "no pain, no gain", entre outras, sao consideradas senso comum e, geralmente, seguidas como regras entre praticantes e profissionais (Ebben e Jensen, 1998).
Os resultados indicaram que a velocidade lenta contribuiu para prejudicar o aporte sanguineo muscular devido a maior compressao mecanica dos vasos, gerando um estado de hipoxia, o que pode ser um importante estimulo a sintese proteica (Fujita e colaboradores, 2007; Manini e colaboradores, 2011).
O grupo que realizou a excentrica lenta (4 segundos) obteve melhores resultados em comparacao ao grupo que realizou em maior velocidade (2 segundos).
Jaime Suchlicki, academico de la Universidad de Miami, advirtio que en Cuba "no va a haber un cambio radical" en estos momentos, sino una sucesion y "una transicion lenta y dificil".